Sem categoria

BRILHE COM SUA BOLSA!

Este acessório indispensável está mais chique do que nunca!

Uma bolsa bacana pode transformar seu visual ou dar aquele toque que faltava para completar o look.
O ideal é ter pelo menos 2: Uma vai te acompanhá-la todos os dias e tem que ser muito prática, a outra vai para a balada e incrementa a sua produção.
NA HORA DE COMPRAR EXPERIMENTE…Coloque dentro da bolsa tudo o que você leva normalmente. Algumas delas podem ter alças desconfortáveis e que machucam os ombros quando estão muito pesadas.
VELHINHA E SURRADA, SÓ A MOCHILA DA ESCOLA…Bolsa tem que estar sempre em bom estado, senão derruba o visual. Dá a impressão de sujeira e desleixo. Se a bolsa é de lona ou de tecido, tem que lavar. As de couro ou similares sintéticos precisam visitar o sapateiro quando começarem a ficar com aspecto puído.
BOLICHE
O modelo nasceu nos anos 50, para carrregar bolas de boliche. Combina o charme do retrô com o esportivo. Tem alças curtas, para carregar com a maõ. O formato bojudo permite carregar um montão de coisas.
Não vai bem sapatos sociais ou muito formais.
BOLSA DE MÃO
Se a alça é curtinha, a bolsa deve ser usada colada ao corpo, logo abaixo das axilas. Combina com roupas mais chiquezinhas e com sapatos de bico fino ou sandálias de salto.
Se os ombros são estreitos ou baixos, segure a alça com as mãos.
BOLSA DE MONOGRAMA
Trata-se de uma estampa que reproduz um logo. Se a intenção é parecer rica, esqueça. Milhares de cópias circulam nos braços de pessoas sem estilo e sem personalidade. Quem investe em uma bolsa de luxo, procura tradição e qualidade, não um passaporte para o clube dos ricos.
BOLSA TEMÁTICA
Com a forma de uma melancia, com personagens, de bichinhos de pelucia…Fosíssimas, chama atenção para você. Mas são muito marcantes e fazem você enjoar rápido. Sem falar que duram o tempo de uma modinha.

BOLSA UTILITÁRIA
Já que é para carregar um monte de coisas ao mesmo tempo, escolha um modelo utilitário, cheio de bolsos e de compartimentos para acomodar tudo. Nada mais irritante que ficar procurando um molho de chaves no buraco negro de uma bolsa enorme e toda molenga.
CARTEIRA E BAGUETE
Bolsa pequena é elegante desde que não pareça que vai explodir. Assim, você não vai conseguir levá-la embaixo do braço (o lugar onde ela deve ficar). Outra opção é segurá-la com as pontas dos dedos. Não carregue como se fosse um tijolo.
BOLSA-CARTEIRO
Ela é bem esportiva. Só tome cuidado quando usá-la com camisa fininha. Alça passando no meio dos seios marca. Uma dica é pendurar sobre uma jaqueta ou casaco de tecido mais grosso. Cuide do comprimento da alça. Muito longa, pode fazê-la parecer baixinha.
BOLSA CROCHÊ, CHITA, IGUAL À DA FEIRA…
Por serem baratas, dá pra ter mais de uma e variar no dia-a-dia. Mas, para o visual não ficar sem graça e pobrinho, procure detalhes diferentes. Se for de crochê, um bordado bacana; de chita, alças de madeira; de feira, em um tamanho menor que as originais.
A bolsa tem que ser da mesma cor do sapato e do cinto?
Não existe mais essa regra. Atualmente, a sugestão é compor um visual com harmonia, usando peças que tenham ligação umas com as outras. Por isso, não é preciso que a bolsa tenha a mesma cor ou tonalidade do cinto e do sapato.
Então se você é como eu… que não pode ver uma bolsa legal que os olhinhos brilham, aproveite as dicas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *